Lendas de Portugal

MARQUES, Gentil,, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962]

Collected records

Results 76 thru 100
Page 4 of 9       < 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 >

APL 3008
Lenda da Princesa Peralta

(Volume V, pp. 87-93)
Condeixa-A-Velha, CONDEIXA-A-NOVA, COIMBRA

Em tempos que a história não conta, reinava na cidade de Colimbriga ou Conimbriga, perto da actual vila de Condeixa, um rei chamado Arunce. Tinha Arunce uma filha ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3001
Lenda da Prisioneira Enamorada

(Volume V, pp. 25-32)
Bouro (Santa Maria), AMARES, BRAGA

No lugar de Torre da freguesia de Bouro houve em tempos longínquos um castelo com uma torre de menagem, que já hoje não existe. Diz a lenda que ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3015
Lenda da Promessa de D. Beatriz

(Volume V, pp. 139-145)
-, SILVES, FARO

A noite começara a descer. Uma noite de Agosto. Havia calma aparente. Cantavam os ralos. Passeavam os mouros que haviam ficado na povoação, perto de Silves mas afastados ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3023
Lenda da Promessa do Além

(Volume V, pp. 195-198)
Seiça, OURÉM, SANTARÉM

O povo que habitava no lugar que hoje se chama Ceissa estava agitado. Havia lágrimas nos olhos das mulheres. Palavras de revolta na boca dos homens. Não fora ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2714
Lenda da que Mal Pica

(Volume I, pp. 199-203)
Malpica Do Tejo, CASTELO BRANCO, CASTELO BRANCO

Chegara O Inverno. E com ele o frio. E com ele a desolação. Em certa zona das Beiras, lá para o sul de Castelo Branco, havia um pequeno povoado ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2844
Lenda da Ribeira da Sertã

(Volume III, pp. 299-302)
Sertã, SERTÃ, CASTELO BRANCO

A gruta escancara a sua bocarra negra, escorrendo baba fria que vai juntar-se à ribeira da Sertã. À volta, matagal denso põe frémitos de mistério na vida interior dessa ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3019
Lenda da Romaria a Sant’Iago

(Volume V, pp. 167-170)
Louredo, PAREDES, PORTO

Ali, em Louredo da Serra, vivia uma família distinta que tinha uma filha chamada Maria Gonçalves. Seu pai e sua mãe sonhavam para ela um casamento com ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2849
Lenda das Águas de Almofala

(Volume III, pp. 339-346)
Almofala, FIGUEIRA DE CASTELO RODRIGO, GUARDA

Aconteceu assim mesmo. Inesperadamente. Pitorescamente. Foi numas termas afamadas e a propósito de águas milagrosas que alguém se açercou de mim, para me perguntar se conhecia a ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2834
Lenda das Amendoeiras em Flor

(Volume III, pp. 205-211)
Silves, SILVES, FARO

E tal como ontem… como hoje... como amanhã… a brisa da vida que passa levará o eco da mesma voz, a repetir sempre e sempre o amoroso começo das ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3004
Lenda das Casas de Zimbra

(Volume V, pp. 49-53)
Sesimbra (Castelo), SESIMBRA, SETÚBAL

Contam os antigos que, um pouco acima do local onde foi erguido o castelo de Sesimbra, existia no tempo dos Celtiberos uma povoação cujo nome não mencionam e ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2778
Lenda das Chaves do Castelo de Coimbra

(Volume II, pp. 117-122)
-, COIMBRA, COIMBRA

Encostado à janela da sua alcova nos paços de Coimbra, D. Sancho II olha sem ver o espaço que a noite toldou. Está realmente escuro. Muito escuro. Negro e ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2863
Lenda das Cinco Badaladas

(Volume IV, pp. 59-63)
-, VIANA DO CASTELO, VIANA DO CASTELO

A lenda que vou contar tem como cenário a bela cidade de Viana de Castelo, e está ligada à história maravilhosa de D. Frei Bartolomeu dos Mártires. Na ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2872
Lenda das Cruzes de Barcelos

(Volume IV, pp. 135-139)
-, BARCELOS, BRAGA

Diz-se ainda hoje em Barcelos que o milagre da Cruz se repete de tempos a tempos, para os mais descrentes...
Apontam-se mesmo exemplos vivos, homens e mulheres que sorriram primeiramente ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3028
Lenda das Duas Chaves

(Volume V, pp. 229-234)
-, CHAVES, VILA REAL

Esta é uma das lendas da origem do nome da cidade de Chaves — uma lenda em que o amor supera todas as faltas. Passa-se na época remota do poderio romano na ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2867
Lenda das Duas Pombas

(Volume IV, pp. 89-96)
Cova, VIEIRA DO MINHO, BRAGA

Tinha um rosto simpático e alegre, a velhinha que me contou esta lenda. Eram azuis os seus olhos. Devia ter sido branca, a pele do seu rosto. Mas o ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2862
Lenda da Senhora da Escada

(Volume IV, pp. 53-56)
, LISBOA, LISBOA

Estava ainda bem vivo na minha memória o alvoroço que a todos tocou naquela noite de 13 de Agosto de 1959. Aos meus ouvidos soavam as sereias de ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2859
Lenda da Senhora da Popa

(Volume IV, pp. 35-39)
Alcochete, ALCOCHETE, SETÚBAL

Pelos meados do século XVIII, vivia em Alcochete uma jovem muito piedosa chamada Conceição. Todos os pobres das redondezas a conheciam e a estimavam. Ela era a sua ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2875
Lenda da Senhora das Angústias

(Volume IV, pp. 161-164)
Padornelo, PAREDES DE COURA, VIANA DO CASTELO

Em Padornelo, província do Minho, existe numa pequena igreja uma imagem da Virgem Mãe de Deus, que é muito venerada. Chamam-lhe a Senhora das Angústias e fazem-lhe uma ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2899
Lenda da Senhora de África

(Volume IV, pp. 361-365)

Tal como o nome desta lenda indica, a história que vamos contar é uma história passada em terras do outro lado do mar, na remota cidade de Ceuta, onde ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2865
Lenda da Senhora do Cais

(Volume IV, pp. 75-78)
-, SETÚBAL, SETÚBAL

Narra-se em velhos documentos que o nobre fidalgo D. Manuel Vaz de Castro tinha como esposa a mais bela mulher de Setúbal. Chamava-se Ester e, como o seu nome ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2891
Lenda da Senhora dos Remédios

(Volume IV, pp. 299-303)
, LISBOA, LISBOA

A lenda que vou contar surgiu no ano de 1551 e no pitoresco bairro de Alfama da cidade de Lisboa. Havia nessa altura, numa das suas antigas ruelas, uma ermida ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2736
Lenda da Senhora que passou

(Volume I, pp. 405-410)
Passó, VILA VERDE, BRAGA

Foi há muito tempo que tudo isto aconteceu...
Esta é a frase que o povo saboreia ao dizer e saboreia ao escutar. E nós vamos usá-la também, visto ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2809
Lenda da Serra da Nó

(Volume III, pp. 11-13)
-, PONTE DE LIMA, VIANA DO CASTELO

Esta lenda foi-me contada pessoalmente por meu pai, que Deus tenha. Conto-a tal qual lha ouvi, pois a saudade tem o estranho poder de avivar a memória.

Olhei-o melhor ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3006
Lenda da Serra da Romã

(Volume V, pp. 73-78)
Freiria, TORRES VEDRAS, LISBOA

Na freguesia da Freiria existe uma serra à qual chamam serra da Romã. Este nome tem uma lenda que poucos conhecem e que — segundo me informaram — é muito antiga.

Em tempos que ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2728
Lenda da Serra de Arga

(Volume I, pp. 323-329)
Arga De Cima, CAMINHA, VIANA DO CASTELO

A impaciência do jovem Egica contrastava com a calmaria dessa linda manhã de Primavera. O Sol iluminava e aquecia o solo com o seu beijo quente. A passarada esvoa ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]
Results 76 thru 100
Page 4 of 9       < 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 >