Lendas de Portugal

MARQUES, Gentil,, Lisboa, Círculo de Leitores, 1997 [1962]

Collected records

Results 101 thru 125
Page 5 of 9       < 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 >

APL 2847
Lenda da Serra de Monchique

(Volume III, pp. 321-325)
-, MONCHIQUE, FARO

Em pleno século XIV e após a conquista do Algarve, o povo vivia inseguro nas terras algarvias, pois contavam-se constantemente as histórias mais fantásticas a respeito ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2887
Lenda das Margaridas de Nossa Senhora

(Volume IV, pp. 267-271)
-, IDANHA-A-NOVA, CASTELO BRANCO

A serra da Gardunha, que em tempos muito remotos serviu de refúgio aos moradores da Idanha, depois da invasão dos Árabes, tem muitas lendas. A principal é a que ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2707
Lenda das Meninas Belas

(Volume I, pp. 129-135)
Belas, SINTRA, LISBOA

Manhã. Claridade e sossego. O ar fresco da serra fustigava os cabelos brancos de um homem alto, de longas barbas e aspecto fidalgo. No olhar, uma luminosidade estranha dava-lhe um ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2828
Lenda das Mouras da Cisterna

(Volume III, pp. 153-157)
Sesimbra (Castelo), SESIMBRA, SETÚBAL

A lenda que vou contar refere-se às mouras encantadas no Castelo de Sesimbra. Mouras cruéis, tirânicas, malfazejas, embora de extraordinária beleza. O povo do lugar, quando fala ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2883
Lenda das Obras de Santa Engrácia

(Volume IV, pp. 229-234)
Santa Engrácia, LISBOA, LISBOA

Simão cavalgava apressado, envolvido na capa negra. A noite acolhia-o. Mal chegara e logo ela encontrara o moço Simão Pires — um cristão novo — cavalgando direito ao ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2802
Lenda das Rosas de Guimarães

(Volume II, pp. 381-386)
-, GUIMARÃES, BRAGA

Naquele dia de Primavera, as rosas floriam quase espontâneas por todo o campo de Guimarães. Rosas aveludadas, de perfume suavíssimo, tons esbatidos e espinhos fracos. Guimarães ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3025
Lenda das Rosas de Rosais

(Volume V, pp. 207-210)
Rosais, VELAS, ILHA DE SÃO JORGE (AÇORES)

Rosais é uma pequena vila muito bonita da ilha de S. Jorge.  E a lenda que vamos contar remonta aos seus primeiros habitantes.

Lúcia e João amavam-se. Desde pequenos ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2730
Lenda das Sete Cidades

(Volume I, pp. 345-351)
Sete Cidades, PONTA DELGADA, ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES)

Não se sabe quando começou. Nem se sabe quando terminará. Mas sabe-se, sim, que a lenda vem correndo de século em século, alimentada e transmitida pela ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3034
Lenda das Três Gémeas

(Volume V, pp. 267-274)
Silves, SILVES, FARO

Há muito tempo já, diz a tradição que governava a antiga vila de Silves um rei mouro chamado Mohamed. Certo dia que Mohamed passeava a cavalo acompanhado de alguns ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2885
Lenda da Tentação Infernal

(Volume IV, pp. 2247-253)
-, MOGADOURO, BRAGANÇA

Foi há muitos, muitos anos. Existia ainda o majestoso castelo de Ala, fortaleza erguida não se sabe ao certo por quem. Nessa fortaleza vivia como castelã uma mulher solteira ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2700
Lenda da Terra da Galega

(Volume I, pp. 63-68)
Golegã, GOLEGÃ, SANTARÉM

Ali, no meio da planície ribatejana, apenas a cinco quilómetros do Rio Tejo, estende-se a pitoresca e curiosa vila da Golegã, onde se realiza todos os anos a ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2721
Lenda da Terra do Anjo

(Volume I, pp. 259-263)
Angeja, ALBERGARIA-A-VELHA, AVEIRO

Antes, muito antes, tudo aquilo era um imenso areal. E só pescadores ali viviam em cabanas toscas que faziam frente ao rio.
Um deles, já velho e cansado, sofria fundo ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2720
Lenda da Terra do Avô

(Volume I, pp. 249-254)
Avô, OLIVEIRA DO HOSPITAL, COIMBRA

Alvores da Nacionalidade. Raízes de Portugal. Raízes plantadas na terra por D. Afonso Henriques e os seus homens. E regadas com sangue. E cheias de esperança!
 
Ao ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2715
Lenda da Terra dos Cravos

(Volume I, pp. 207-211)
-, VIZELA, BRAGA

Há histórias tradicionais contadas pela voz do povo que são verdadeiros poemas em prosa. Poemas de ternura. Poemas de graciosidade. No seu encanto primitivo, na sua primitiva ingenuidade ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2882
Lenda da Torre da Princesa

(Volume IV, pp. 219-224)
Bragança (Sé), BRAGANÇA, BRAGANÇA

Onde hoje existe a cidade de Bragança, existiu em tempos remotos a aldeia de Benquerença — nome que, por si só, é um símbolo de virtude e tradição ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2813
Lenda da Torre de Moncorvo

(Volume III, pp. 43-48)
Torre De Moncorvo, TORRE DE MONCORVO, BRAGANÇA

Nesse tempo, D. Fernando I, o Magno, rei de Leão, era o grande inimigo da mourama. Corria o ano de 1062 depois de Cristo — e D. Fernando I entregava-se ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3021
Lenda da Tragédia do Cabo Girão

(Volume V, pp. 181-185)
Câmara De Lobos, CAMARA DE LOBOS, ILHA DA MADEIRA (MADEIRA)

O povo de Câmara de Lobos conta uma lenda passada no cabo Girão, há muitos anos.
Num lugarejo junto à penedia, vivia em tempos uma linda rapariga, muito alegre ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2898
Lenda da Última Profecia de São João Baptista

(Volume IV, pp. 351-356)
Vila Velha De Ródão, VILA VELHA DE RÓDÃO, CASTELO BRANCO

Na Lenda, todas as suposições são aceitáveis, principalmente quando a voz simples do povo as imortaliza. Assim, diz-se que Vila Velha de Ródão — vila muito ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2780
Lenda da Última Vontade de Ranosindo

(Volume II, pp. 135-141)
Alfeizerão, ALCOBAÇA, LEIRIA

A acção da lenda que vou contar decorre na antiga Lusitânia, que então abrangia muitas das terras que hoje pertencem à Espanha. Mas tem perfeito cabimento nestas «Lendas ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2729
Lenda da Vila Viçosa

(Volume I, pp. 333-340)
-, VILA VIÇOSA, ÉVORA

Embora já esteja exaustivamente estudada a origem histórica do nome de Vila Viçosa, não resisto à tentação de contar uma das histórias mais ingénuas que ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3016
Lenda da Vingança de Fernão Gonçalves

(Volume V, pp. 147-150)
Lara, MONÇÃO, VIANA DO CASTELO

Na aldeia de Paços, que faz parte da freguesia de Lara, viveu nos primeiros tempos da monarquia um fidalgo — o conde de Lara — chamado Fernão Gonçalves. Era ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 3020
Lenda da Vingança do Jovem Lázaro

(Volume V, pp. 173-178)
Ceivães, MONÇÃO, VIANA DO CASTELO

Há muito tempo, o lugar de Escampados, da freguesia de Ceivães, era habitado por numerosas famílias. Entre elas duas já se destacavam pelo seu poder e fortuna. Dir-se-ia ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2861
Lenda da Virgem das Açucenas

(Volume IV, pp. 47-51)
Fornos De Algodres, FORNOS DE ALGODRES, GUARDA

Perto de Fornos de Algodres, Beira Alta, existiu em tempos muito remotos um castelo que pela sua forte configuração foi um dos baluartes contra os bárbaros e dos ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2895
Lenda da Virgem Enterrada

(Volume IV, pp. 333-336)
-, VAGOS, AVEIRO

Por ali, cerca da serra da Estrela, vivia em tempos distantes um piedoso fidalgo, de nome D. Estêvão Coelho. E aconteceu que esse fidalgo foi atacado por uma ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]

APL 2722
Lenda de Alco e Baça

(Volume I, pp. 267-273)
-, ALCOBAÇA, LEIRIA

Este é o romance de dois enamorados: o Alcoa e a Baça. Enamorados iguais a muitos outros, nos sonhos, nos anseios, na luta, tantas vezes incerta, pela felicidade.
 
Passou-se h ...

[Unsure / Uncommitted] [Registo escrito Lúdico]
Results 101 thru 125
Page 5 of 9       < 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 >