Literatura Portuguesa de Tradição Oral

AA. VV., -,, s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003

Collected records

Results 1 thru 25
Page 1 of 5       1 | 2 | 3 | 4 | 5 >

APL 948
A alma da avó

(AP9)
Oliveira Do Hospital, OLIVEIRA DO HOSPITAL, COIMBRA

Numa noite de Verão, a Olga chegou a casa pelas 4:30 da manhã, depois de ter passado parte da noite na discoteca com umas pessoas amigas.
Ao entrar ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 952
A alma do pai

(AP15)
-, CHAVES, VILA REAL

Havia uma senhora que lhe morreu o pai e ela não rezava pela alma como era costume. Quando ia à missa e comungava, começava a ver um mar cheio ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 989
A avó bruxa

(B1)
Cumieira, SANTA MARTA DE PENAGUIÃO, VILA REAL

Um casal, sempre que lhe nascia um filho, na véspera do baptizado, depois de estar a despesa da cerimónia toda feita, via a criança morrer sem saber ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1042
A Bouça da Fada

(L12)
Gondim, MAIA, PORTO

Na freguesia de Santa Maria de Avioso, conta-se o seguinte:
Há muitos anos, um grupo de miúdos costumava brincar numa bouça. Um dia, os miúdos começaram ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 980
A cadeira de prata fina

(CE2)
Lixa Do Alvão, VILA POUCA DE AGUIAR, VILA REAL

Uma vez um pobre bateu à porta de um lavrador. O lavrador mandou-o entrar e pediu à mulher que lhe desse de comer e lhe fizesse a cama num dos quartos vagos ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 984
A carteira desaparecida

(CE7)
Santo António De Monforte, CHAVES, VILA REAL

Um lavrador tinha três empregados. Certo dia, a carteira do patrão desapareceu e ele logo arranjou maneira de culpar os empregados. Eles disseram que estavam inocentes.
Passaram-se os ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 945
A casa assombrada

(AP6)
-, PENAFIEL, PORTO

Há muito, muito tempo atrás, numa aldeia do Norte, havia uma velha que vivia num casarão que ficava um pouco retirado do povoado. Essa velha vivia sozinha e ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1027
A cesta de carvão

(ME16)
-, CHAVES, VILA REAL

Nos tempos que já lá vão, os pastores que andavam a apascentar os seus rebanhos na fonte do Mouro, perto do Lugar de Santa Bárbara em Ventuzelos, diziam ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1006
A chiba

(HD9)
Penafiel, PENAFIEL, PORTO

Na freguesia de Lagares, costumava haver os tridos às cinco da manhã, feitos por padres franciscanos. As pessoas, antes de irem para a igreja, juntavam-se no Abrunho e depois seguiam ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1024
A cobra moura

(ME13)
Balazar, PÓVOA DE VARZIM, PORTO

Contam que, quando houve as invasões dos Mouros, foi enterrado um tesouro no lugar das Penices, entre Balazar e Gondifelos, e que até aos dias de hoje ali est ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1031
A Cova dos Mouros

(ME20)
-, BRAGA, BRAGA

Na aldeia de Marrancos havia um moço muito tímido que não conseguia dizer nada do que pensava. Até que se apaixonou perdidamente por uma rapariga da sua ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 949
A Dona Branquinha

(AP10)
Candedo, MURÇA, VILA REAL

Mais ou menos há cinquenta e três anos atrás, por volta de 1947, numa aldeia chamada Candedo, concelho de Murça, aconteceram certas coisas que ainda hoje est ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 990
A filha bruxa

(B2)
Fornelos, SANTA MARTA DE PENAGUIÃO, VILA REAL

Um casal teve duas filhas e uma delas era bruxa. Um dia, a menina que não era bruxa aproximou-se do pai e disse-lhe:
 − Meu pai, a Maria esta noite ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1054
A Fonte da Gralha

(L25)
Riba De Ave, VILA NOVA DE FAMALICÃO, BRAGA

Era uma vez um capitão da guerra que vivia numa grandiosa fortaleza. Estava acompanhado por um grupo de soldados, a sua mulher e um filho.
Todos os dias, como ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1019
A Fonte da Moura

(ME6)
Landim, VILA NOVA DE FAMALICÃO, BRAGA

Um dia estava uma mulher a lavar numa fonte. Ao escurecer, passou um lavrador com um carro de bois carregado de cereais e com um menino que dormia. Ao passar ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1025
A fonte de São João

(ME14)
Cimo De Vila Da Castanheira, CHAVES, VILA REAL

Certo dia, quando um homem passava em frente à fonte de São João, viu sobre a pedra da fonte uma bela moura, de lindos cabelos compridos apanhando o sol ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 963
A grade da ponte do rio Vima

(TE6)
Crestuma, VILA NOVA DE GAIA, PORTO

Conta-se em Crestuma que, na ponte do rio Vima, está submersa uma grade de ouro encantada. Segundo a lenda, o encantamento só pode ser quebrado por um lavrador que tenha ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 957
A irmandade das almas

(AP20)
-, CAMINHA, VIANA DO CASTELO

Dizem os mais antigos que existem pessoas que possuem um dom muito especial para a sorte ou o infortúnio.
Lá para os lados de Paredes de Coura, terras de ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 950
A Janvelha

(AP11)
Eixo, AVEIRO, AVEIRO

Na freguesia de Eixo, Aveiro, havia uma mulher que se chamava Maria mas que era conhecida como Janvelha. Segundo se conta, ela tinha esta alcunha porque era considerada uma bruxa ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1051
A lenda da capela do Bom Jesus da Santa Cruz

(L22)
Burgães, SANTO TIRSO, PORTO

Um viajante brasileiro andava pelos lados de Nossa Senhora da Assunção em Santo Tirso e, como já cavalgava há várias horas, resolveu descansar numa descida.
Encontrou o que ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1041
A lenda da Cruz Santa

(L10)
Balazar, PÓVOA DE VARZIM, PORTO

Conta-se que na freguesia de Balazar havia um lavrador que passava no lugar do Calvário todos os dias com os bois. No entanto, esse lavrador tinha a fama de ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1038
A lenda da ponte da Misarela

(L7)
-, MONTALEGRE, VILA REAL

Conta-se que há muitos anos, entre duas aldeias, Frades e Vila Nova, os moradores sentiam a necessidade de construir uma ponte, que serviria de passagem não só para eles ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1039
A lenda da Ponte da Misarela (outra versão)

(L8)
Montalegre, MONTALEGRE, VILA REAL

Certo dia, um ladrão, fugindo de um par de guardas, deparou-se com um rio que não podia de forma nenhuma atravessar. É então que lhe aparece o diabo ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1050
A lenda da porca de Murça

(L21)
Murça, MURÇA, VILA REAL

Contam as gentes mais antigas da vila de Murça que, há tempos imemoriais, os seus habitantes andavam atormentados. A causa desse tormento era uma ursa, feroz e esfomeada, que ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]

APL 1045
A lenda das andorinhas

(L15)
-, CHAVES, VILA REAL

Conta a lenda que num campo de Nazaré cheio de sol, o Menino Jesus brincava com as suas mãozinhas amassando barro e fazendo com ele passarinhos de asas abertas ...

[Unsure / Uncommitted] [Oral transcription]
Results 1 thru 25
Page 1 of 5       1 | 2 | 3 | 4 | 5 >