Património Imaterial do Douro (Narrações Orais), Vol. 2

PARAFITA, Alexandre,, Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2010

Collected records

Results 1 thru 25
Page 1 of 5       1 | 2 | 3 | 4 | 5 >

APL 3099
A capela do Diabo

(198)
Pinhal Do Norte, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

Próximo de Pinhal do Norte, num sítio chamado Rebentão, há umas fragas que formam o feitio de uma capela. É a “capela do Diabo”. O povo sempre lhe ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3114
A cobra e os fios de ouro

(220)
Zedes, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

Numa fraga à ida para a nossa horta (no Gorgolão, sítio da freguesia de Zedes), uma vez passou lá uma mulher. Uma cobra saiu de uma fraga muito grande ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3154
A cobra que pedia um beijo

(273)
Vila Flor, VILA FLOR, BRAGANÇA

À saída de Vila Flor, quem vai para o cemitério, e onde há um sobreiro, havia uma mina onde, à meia-noite, costumava aparecer uma cobra que falava e que pedia ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3178
A enxada que vertia sangue

(297)
Vilas Boas, VILA FLOR, BRAGANÇA

Contava a minha mãe que havia um homem em Samões [aldeia próxima de Ribeirinha] que não acreditava que havia Deus. Então, para dar o exemplo ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3158
A fonte dos mortos

(276)
Vilarinho Das Azenhas, VILA FLOR, BRAGANÇA

Conta-se que no lugar hoje denominado de “igreja velha”, em Vilarinho das Azenhas, existiu noutros tempos uma igreja que servia o povo para as suas lides religiosas, e por isso ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3130
A Fraga da Moura de Candoso

(239)
Candoso, VILA FLOR, BRAGANÇA

A Fraga da Moura é uma fraga muito grande, com muitos buracos lá por baixo, onde se diz que há um tesouro enterrado. E também se ouve dizer que h ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3112
A Fraga das Bruxas

(215)
Vilarinho Da Castanheira, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

No termo de Pinhal do Douro [freguesia de Vilarinha da Castanheira], há um lugar que o povo identifica como a “Fraga das Bruxas”, onde, segunda a tradição, elas castumam ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3131
A Fraga do Ovo

(240)
Carvalho De Egas, VILA FLOR, BRAGANÇA

Essa Fraga do Ovo tem uns buracos por baixo, que era certamente onde os antigos escondiam as suas coisas.
Aqui há uns anos atrás, talvez há mais de cinquenta ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3128
[Ai que me magoaste!]

(237)
Benlhevai, VILA FLOR, BRAGANÇA

Conta-se em Benlhevai que, há muitos, muitos anos, andava um lenhador a fazer lenha num carrascal. Depois de cortar alguns carrascos, ouviu uma voz feminina que lhe disse:
— Ai que ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3152
A lenda da caveira

(271)
-, VILA FLOR, BRAGANÇA

Contam os mais antigos que, no tempo da guerra da Patuleia, o concelho de Vila Flor esteve a ferro e fogo. As esperas, os enforcamentos e fuzilamentos eram constantes.
Havia ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3084
A lenda de Vala Dranjo

(184)
Marzagão, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

Conta-se que vivia na antiga vila de Ansiães, no castelo, um grupo de mouros temidos por todas as povoações vizinhas. O pároco, com a ajuda da sua ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3167
A menina encantada

(286)
Vilas Boas, VILA FLOR, BRAGANÇA

Era na noite de S. João. Nessa altura não tinham relógio na torre, não tinham nada e nunca sabiam as horas. Passou-se com uma tia-avó minha ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3083
A menina encantada nas Fontes do Verão

(183)
Marzagão, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

No lugar das Fontes do Verão, há uma fraga grande, lisinha, muito bonita, de onde sai uma fontinha, que está sempre a correr. A água sai da fraga para ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3170
A menina nua na procissão

(289)
Vilas Boas, VILA FLOR, BRAGANÇA

Falava-se muito antigamente numas procissões nocturnas ao redor da nossa igreja. Eram as almas dos nossos defuntos que andavam lá. Dizia-se que saíam à 2ª feira pela meia-noite. Era ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3165
A menina tecedeira

(284)
Vilas Boas, VILA FLOR, BRAGANÇA

No lugar da fonte do Lameiro de Cima, onde agora há muitas casas, mas dantes não havia, e só lá estava a fonte, dizia-se que aparecia uma menina, e ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3087
A moura e a corrente de ferro

(188)
Mogo De Malta, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

Diz a lenda que no poço do Mogo foi encantada uma moura. Às vezes parece que de dentro do poço se ouve um murmúrio, depois escuta-se como ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3164
[A moura feita em horrendo bicho]

(284)
Vilas Boas, VILA FLOR, BRAGANÇA

Há mouras e tesouros encantados (...) na fonte do Lameiro de Cima, termo de Vilas Boas [concelho de Vila Flor]. Em 1925 foram lá uns homens cavar para desenterrar o tesouro ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3116
A moura que fugiu do castelo

(222)
Candedo, MURÇA, VILA REAL

Antigamente, não havia água nas casas e, no Verão, quando as fontes secavam, era preciso ir buscá-la lá acima à mina. Não é longe, mas não havia ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3106
A mulher que sonhou com ouro numa fraga

(206)
Pombal, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

Conta-se então que uma senhora das Areias sonhou que estava lá muito ouro. E não sei a que horas ela lá teve que ir, mas seguiu as instru ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3153
A patada do lobisomem

(272)
Vila Flor, VILA FLOR, BRAGANÇA

Na minha porta ainda tenho uma marca da patada de um [lobisomem]. Passava ali transformado num cavalo. Há muito tempo que essa marca está coberta com uma chapa.
Contava-se que ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3171
A perseguição dos pintainhos

(290)
Vilas Boas, VILA FLOR, BRAGANÇA

Ouvia dizer ao meu sogro que numa ocasião, aí pelas três da manhã, vinha ele na direcção de casa, que era no fundo do povo [em Vilas ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3072
[A praga das formigas no Seixo dos Corvos]

(166)
Beira Grande, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

A povoação da Beira Grande formou-se com gente que veio de um lugar chamado Seixo dos Corvos. Ainda se vêm lá restos de ter lá morado gente: pias ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3100
A rapariga que foi pedir dinheiro ao Castelejo

(200)
Pombal, CARRAZEDA DE ANSIÃES, BRAGANÇA

Ouvia falar de uma rapariga que foi para lá [o Castelejo] pedir dinheiro. Segundo a minha avó dizia, e ainda era parente dela, foi lá cobiçar o dinheiro e ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3147
A ribeira dos Namorados

(262)
Freixiel, VILA FLOR, BRAGANÇA

Perto da Barragem de Valbom, há uma fraga que é conhecida como a ‘Fraga da Ribeira dos Namorados”, fraga essa que apresenta sinais cruciformes, a que o povo chama letras. Segundo ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]

APL 3181
A ronda das feiticeiras

(300)
Vilas Boas, VILA FLOR, BRAGANÇA

O meu tio-avô tocava muito bem bandolim. Uma noite, a certa altura da madrugada, foram lá chamá-lo, à casa onde ele morava, em Meireles.
— Ó António Fraga, anda à ronda!
E ...

[Unsure / Uncommitted] [Transcrição Oral]
Results 1 thru 25
Page 1 of 5       1 | 2 | 3 | 4 | 5 >