Lenda da Fuseta

APL 135


 Em tempos já lá idos, conta-se que ao pé do mar existiu terra de vinho e de pão e que em noites de luar, mulher moura e homem cristão para ali iam se encontrar...Vinda do mundo brilhante, a moura não escondia os raios de luz no fundo do coração, os pedaços de lua na palma da mão e na garganta a voz do mais fino violão! E o português? Esse não havia que fosse mais cristão. E tinham assim juntinhos, um ao outro, o coração... As águas, junto ao ribeiro, cantavam e outro amor nunca se viu...
Contudo, Állah, sempre vigilante, não deixa cair no esquecimento que não se casaria mulher moura com homem cristão. Logo ali os encantou e nasceu Fuseta, terra de vinho e de pão.

Source AA. VV., - Lendas e Gastronomia Olhanenses Olhao, Ensino Recorrente e Educação Extra-Escolar / Coord. Concelhia de Olhão, 2002 , p.14

Place of collection Fuseta, OLHÃO, FARO

Narrative

When XXI Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications