Histórias sobre Lobisomens

APL 1548

Havia um homem que morava num monte para os lados de Ponte Sôr.
O homem todos os dias tinha que passar por uma, azinhaga muito estreita, que era o caminho para o monte.
Um belo dia, o homem vinha no burro de corrida e o homem usava um barrete.
Como já era de noite, o homem estava um pouco receoso, chegou á azinhaga e como havia ali muitas balsas, o barrete dele ficou preso.
O homem ficou muito assustado, muito aflito, e quanto mais o burro corria mais ele queria que o burro corresse.
Chegou a casa muito cansado e assustado e diz ele para a mulher:
- Ó mulher, vi um Lobisomem... Olha estava na azinhaga e tirou-me o barrete e eu fiquei muito assustado!
- Ó homem vê lá bem o que é que foi.
Como a mulher se encontrava muito duvidosa com o acontecimento, no outro dia muito cedo foram ver se viam o rasto do Lobisomem. Mas para seu espanto o barrete encontrava-se pendurado nas balsas.

Source DUARTE, Joaninha A Luz da Cal ao Canto do Lume Lisbon, Colibri, 2009 , p.180

Place of collection Mora, MORA, ÉVORA

CollectorRicardina Pires (F)

InformantMaria Joaquina Barnabé (F), 77 y.o., Mora (MORA) ÉVORA,

Narrative

When XXI Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications