História do tio Luís moleiro

APL 1738

O tio moleiro vinha muito cedo p’ra Mateus, vinha da Timpeira p’ra Mateus com o burro carregado de milho, para poder moer no moinho, que ficava ó pé do palácio.
E então, quando vinha de madrugada pró moinho (perto de Abambres), aparecia-lhe sempre uma procissão com senhoras ou senhores, todos vestidos de branco e de vela na mão.
 E ele ficava paralisado (que não tinha reacção nenhuma), parava ele, parava o burro, parava tudo, não havia reacção nenhuma. Só depois de desaparecer a procissão das velas, é que ele regressava ó moinho para fazer a sua farinha.

Source AA. VV., - Literatura da tradição oral do concelho de Vila Real s/l, UTAD / Centro de Estudos de Letras (Projecto: Estudos de Produção Literária Transmontano-duriense),

Place of collection Mateus, VILA REAL, VILA REAL

InformantMaria da Piedade Gomes Pinto Monteiro (F), 67 y.o., Mateus (VILA REAL) VILA REAL,

Narrative

When XX Century, 90s

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications