O cruzeiro da Nossa Senhora d’Agonia

APL 1745

Era uma vez um senhor que vinha duma feira a cavalo num cavalo e chegou a um cruzamento de caminhos. O cavalo nem p’ra trás, nem p’ra diante, só deitava as patas acima.
Ele virou-se para o céu e pediu a Deus e disse:
- Ai meu Deus, m’acuda nesta hora. Que s’eu salbar desta, hei-de mandar por aqui um cruzeiro com a Nossa Senhora d’Agonia.
 Foi realizado esse desejo e esse cruzeiro existe ainda hoje, o chamado cruzeiro d’Agonia (na Freguesia de Justes.)

Source AA. VV., - Literatura da tradição oral do concelho de Vila Real s/l, UTAD / Centro de Estudos de Letras (Projecto: Estudos de Produção Literária Transmontano-duriense),

Place of collection Justes, VILA REAL, VILA REAL

InformantPrazeres Fernandes Cerdeiral (F), 79 y.o., Justes (VILA REAL) VILA REAL,

Narrative

When XX Century, 90s

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications