Lenda das Amendoeiras em Flor

APL 1814

A filha de um chefe Mouro queria casar como as donzelas cristãs, que iam vestidas de noiva, de branco. Então, o pai dela que era chefe mouro, não queria que a filha seguisse aquela tradição, ela ia casar com um chefe cristão. Então opôs-se e não deixou a filha casar. Ela teve um grande desgosto de não casar vestida de branco, que era o símbolo da pureza, pois as mouras casavam vestidas de vermelho e com outras cores berrantes. Ela tinha-se convertido ao cristianismo e queria casar como uma cristã. Entrou-lhe aquele grande desgosto e quando viu que ia já morrer, pois morreu com aquele desgosto, vestiu o vestido de noiva que ela tinha para levar e subiu pelos ares a fora. E à medida que ia subindo, via-se o véu esvoaçar e largar aqueles farrapinhos e a coalhar o chão todo daquelas tirinhas de tule branco. E foi aí que começou a florir as amendoeiras e ficou as amendoeiras em flor.

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year1998

Place of collection-, FARO, FARO

CollectorFátima Sousa (F)

InformantGraciete (F), 78 y.o., - (FARO) FARO,

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications