[O Diabo em forma de ovelha]

APL 1824

Parece que uma vez o ‘ti Manel’ andava a guardar as ovelhas com a irmã Glória num monte que se chama Serra. E eles eram muito pequeninos. O meu pai tinha p’rá aí cinco anos, e a minha mãe tinha p’rá aí sete.
 Então, o meu pai queria vir para casa porque já estava a ficar tarde, a começar a escurecer. Então, estava a chamar a minha tia para virem para casa, mas a minha tia dizia-lhe que tinha medo que ainda fosse cedo, e que chegasse a casa e o pai lhe batesse. Então, estavam nisto, um a dizer para irem, o outro com medo até que viram três ovelhas que vinham pela serra abaixo. Era um carneiro ao meio e duas ovelhas de cada lado. Então a minha tia virou-se para o meu pai e disse:
 - Olha, sabes o que fazemos? Esperamos por aquele pastor e quando ele passar aqui perguntamos se já são horas de ir para casa.
 Pronto, assim fizeram. Estavam à espera, viam as ovelhas cada vez a aproximarem-se mais, as ovelhas já estavam no caminho onde eles estavam, p’rá aí a dez metros deles, e de repente, pelo que o pai diz, deram um estouro no ar, viraram-se uns para os outros e deram uma cabeçada os três ao mesmo tempo, e desapareceram os três no ar.
 A minha tia e o meu pai assustaram-se muito e vieram logo a correr para casa. Então, em casa, a explicação que deram, é que era o Diabo, que estava ali em forma de ovelha.

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year1998

Place of collection-, VILA REAL, VILA REAL

CollectorSónia Isabel dos Santos (F)

InformantTeresa Duque dos Santos (F), 20 y.o.,

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications