Lenda das Maias

APL 1866

Num país distante andavam uns homens à procura de Jesus para o matarem. Um dia, à noitinha, viram-no entrar numa casa de gente pobre e humilde. Então, para poderem, na manhã seguinte, reconhecer a casa em que Jesus estava e o apanharem, penduraram um ramo de giesta no fecho da porta a fim de não terem dificuldade em conhecer a casa em que Ele dormia.
 Mas, na manhã seguinte, como por milagre, todas as portas estavam enfeitadas com ramos de giesta pendurados nos fechos.
 Os judeus ficaram desorientados e não puderam descobrir a casa em que Jesus se tinha abrigado e não o puderam prender.
 Ainda hoje, em alguns lugares, é costume, no dia um de Maio, enfeitar as portas das casas com giestas em flor, a que se dá também o nome de maias.

Source FURTADO-BRUM, Ângela Contos Tradicionais Açorianos Ponta Delgada, João Azevedo Editor, 2003

Place of collection-, RIBEIRA GRANDE, ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES)

InformantDébora Pacheco Medeiros (F), - (RIBEIRA GRANDE) ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES),

Narrative

When Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications