A lenda da flor das estevas

APL 210

Quando Nosso Senhor ia com a cruz as costas, subindo por um monte acima que se chama Monte Calvário havia muitas estevas floridas de um lado e do outro mas todas tinham as flores brancas sem as pintas vermelhas, como aquela que vimos ali atrás. Nosso Senhor ia deitando muito sangue da cabeça devido aquela coroa de espinhos que lhe puseram para fazer pouco dele por ter dito que era rei e esse sangue caiu em cima das estevas e manchou as flores. Mais atrás ia Nossa Senhora chorando muito e caiu uma lágrima de sangue dos olhos dela que também manchou uma flor. De maneira que as estevas que têm seis “folhas” são as que apanharam o sangue de Nosso Senhor e a lágrima de Nossa Senhora; as que têm cinco só apanharam o sangue de Jesus para nos lembrarmos das cinco chagas; e as que são só brancas, não apanharam sangue nenhum.

Source OLIVEIRA, Casimiro Raízes: Poesia, Contos e Lendas Mogadouro, Associação Cultural e Recreativa de Soutelo, 1998 , p.63-64

Place of collection Castro Vicente, MOGADOURO, BRAGANÇA

Narrative

When XX Century, 90s

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications