[Sansão]

APL 1872

Sansão era irmão de Salamão. Era de muita força e tiraram-lhe os olhos. Dês que se viu cego, quis morrer, mas não sòzinho. Pediu a um rapazinho que o levasse à igreja, aonde estavam à missa, e disse ao rapazinho que o arrumasse a uma coluna da igreja e o rapazinho que se fosse embora. O rapaz assim fez. Depois Sansão fez força e deitou a coluna abaixo e com ela a igreja e disse:
 — Morra Sansão e quantos aqui estão!
 E assim aconteceu.

Source VASCONCELLOS, J. Leite de Contos Populares e Lendas I Coimbra, por ordem da universidade, 1963 , p.456

Place of collection Mexilhoeira Grande, PORTIMÃO, FARO

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications