Coca-Cola

APL 1940

Normalmente conta-se que é uma senhora que vai a passar na rua e encontra uma carteira no chão. E então abre a carteira para encontrar alguma identificação do dono da carteira. Assim encontra um cartão com um número de telefone e telefona para esse mesmo número e assim atende um homem muito simpático em que a senhora lhe diz que encontrou uma carteira que seria dele. O homem fica muito contente por a senhora ter encontrado a sua carteira porque continha todos os seus documentos e algum dinheiro. Combinam um sítio para se encontrar para a senhora devolver a carteira. Quando se encontram o homem tenta recompensá-la com dinheiro por tê-la encontrado mas a senhora recusa depois de tanta persistência.
 Então vendo que a senhora não queria nada em troca dá-lhe um conselho: para não beber coca-cola durante algum tempo porque iria estar envenenada.

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year2005

Place of collection São Bartolomeu De Messines, SILVES, FARO

InformantAna Cabrita (F), 21 y.o., São Bartolomeu De Messines (SILVES) FARO,

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications