A lenda do fantasma que pede boleia (versão 2)

APL 2060

Bem esta é uma lenda que já me contaram a algum tempo, que é sobre um taxista, pronto que está a fazer o seu dia de trabalho, a sua noite a sua ronda e duas pessoas uma mulher assim mais velha e uma rapariga mais nova, precisam dos seus serviços, para levar a um sitio. Elas dão-lhe a morada ele leva-as até lá. Depois, a mais velha (estas pessoas até dizem que era mãe e filha), a mãe neste caso, perguntou ao senhor : “ha! não quer subir um pouco até cá a casa beber qualquer coisa e tal?” e o taxista pensou: bom como já não tinha serviço nenhum e já era tarde decidiu...decidiu subir! Ele subiu, beber um cafézinho, conversar um pouco.
 Entretanto o taxista viu como já era tarde, foi-se embora para casa. Mas esqueceu-se da sua gabardina lá na casa dessas pessoas a quem tinha dado boleia, ele vai-se embora e no dia seguinte como ainda sabia a morada onde tinha ido na noite anterior foi lá para ir buscar a gabardina, quando bate á porta aparece uma pessoa (pronto) diferente daquelas que ele tinha visto na noite anterior, e ele diz: "olhe desculpe devo ter-me enganado mas eu tenho quase a certeza que estive cá na noite anterior e esqueci-me cá da minha gabardina e vim buscá-la!" E a senhora perguntou-lhe: “então esteve cá com quem?” descreva-me lá essas pessoas...e ele descreveu as pessoas, e depois a senhora disse que essas duas pessoas eram mãe e filha e tinham morrido já algum tempo num acidente, por isso era impossível ele ter estado com elas na noite anterior...e o senhor continua a insistir que não que tinha de ser verdade porque ele tinha a certeza que tinha estado cá, neste sitio, com essas pessoas e tinha deixado cá a gabardina e depois a senhora disse: “então diga-me lá onde deixou a gabardina, para ver se está” e realmente quando foram ver a gabardina estava lá...mas pronto....é assim!

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year2006

Place of collection São Brás De Alportel, SÃO BRÁS DE ALPORTEL, FARO

CollectorAna Miquelino (F)

InformantAna Raquel Silva (F), 19 y.o., born at São Brás De Alportel (SÃO BRÁS DE ALPORTEL) FARO,

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications