“A lenda de Santa Maria de Faro”

APL 2079

Esta lenda, a lenda de Santa Maria de Faro, está intimamente associada à própria fundação da cidade e particularmente ao fim do domínio muçulmano, e consta que no tempo do príncipe Aben Mafon no séc. XIII que o povo adorava uma Santa que se encontrava na muralha e o príncipe algo incomodado com esta situação, uma vez que a Santa era o símbolo do cristianismo, resolveu mandar tirar a santa e jogá-la, deitá-la ao mar. Segundo consta e de acordo com as cantigas do rei Afonso X, após a Santa ter sido atirada ao mar nunca mais houve peixe, nunca mais houve peixe no mar e o povo passou por grande fome, por grandes privações nessa época. Consta que surgiu uma aparição no cruzamento das muralhas, uma aparição da Santa a qual estava associada a esse facto que tinha ocorrido, terem lançado a imagem ao mar. Segundo consta nessa aparição terá sido revelado que se retirassem a imagem do mar, o peixe voltaria a surgir e pronto, acabaria a fome e a miséria. Assim foi, foi dada ordem para retirar a Santa do mar e quase imediatamente passou a haver peixe novamente no mar e o povo deixou então de passar fome.
       Portanto conclui-se que houve aqui supostamente um milagre, e ao fim ao cabo isto marca o início do fim do domínio muçulmano aqui na cidade de Faro e em particular na região do Algarve.

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year2006

Place of collection Faro (Sé), FARO, FARO

CollectorAna Raquel Silva (F) (19 y.o.)

InformantMarco António Barão (M), 29 y.o., born at Estoi (FARO) FARO,

Narrative

When XIII Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications