[Lenda da Nora da Cumeada]

APL 2145

No tempo em que eu era mais nova, quando havia aqueles bailes na Cumeada, nós íamos todos a pé por aqueles caminhos. Era muito escuro, porque não havia o que há hoje, mas eu nunca vi nada. Diziam os rapazes, que podiam vir mais tarde do baile, que sempre que se aproximavam da nora grande da Cumeada, ouviam chamar pela mãe. Então viam uns “mourinhos” de gorro encarnado em cima da nora, mas quando se chegavam ao pé, eles desapareciam.

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year2000

Place of collection-, TAVIRA, FARO

CollectorAna Raquel Moreira (F)

InformantUmbelina Melitão Viegas (F), 76 y.o., born at Cabanas De Tavira (TAVIRA) FARO,

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications