A lenda das Amendoeiras

APL 2153

A história que vou contar é a da Lenda das Amendoeiras. A Lenda das Amendoeiras explica o porquê d’ haverem tantas amendoeiras no Algarve. Atã é assim:
 Havia um príncipe daqui do Algarve, que era árabe (?) de cá do Algarve, que se casou com uma princesa que vinha dum país onde havia munta neve, que era munt’ bonita loira, munt’ bonita, atã eles passado algum tempo de tarem casados ela começou a definhar a ficar munt’ magrinha, andava munt triste, nã falava, nã comia, e ele começou a ficar preocupado. E atã perguntou-lhe porqu ‘é qu ela andava assim, e ela lá lhe teve a explicar que tinha saudades de ver a neve, que tava habituada, que no pais dela era só chegar à janela e que tinha a neve e que gostava muito de ver. Então o qu ‘é qu ‘ele se lembrou: como aqui o Algarve era munt’ quente, nã podia haver neve nã é?!
 Então lembrou-se de plantar amendoeiras que quando floriam parecia que era um tapete de neve, quil’ ficava tud’ branquinho parecia neve, com’ ela tava sempre na janela do castelo, ele mandou plantar assim à volta do castelo pa ela ver tud’ munt’ branquinho…
 Atão, passado algum tempo, ela continuou assim munt’ triste né, mas passado algum tempo as amendoeiras lá começaram a florir e então lá ficou mais alegre. Quando chegou à janela e viu as amendoeiras todas em flor e aquele tapete munt’ branquinho que lembrarom-lhe da neve do pais dela. Antã eles ficarom mais felizes e viverom felizes pa sempre os dois juntos.

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year2001

Place of collection Castro Verde, CASTRO VERDE, BEJA

CollectorMara Jardim (F)

InformantLucrécia Cândido (F), 51 y.o., Castro Verde (CASTRO VERDE) BEJA,

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications