A Lenda de Velhas

APL 2161

Num lugar chamado Velhas (esta é lenda), e depois então, andava ali uma menina a pastorear, encontrou, apareceu-lhe uma menina, mais ou menos da idade dela, uma menina muito linda e diz-lhe assim:
 - Olha a tua mãe coze amanhã?
 - Coze, quem te disse?
 - (Diz: ) Eu sei...
 - Pois coze!
 - Então olha, diz-lhe que te faça uma bonequinha de massa com quatro braços e quatro pernas, traze-ma, mas tem cuidado para não partires nada, traze-ma inteirinha.
 - (Diz: ) Está bem.
 De maneira que lha embrulhou muito bem num paninho qualquer e meteu-lha dentro de um cesto.
 A menina chegou ao local, lá a Velhas, e foi tirar a bonequinha e partiu-lhe um braço. E ela diz:
 - Ai, parti um braço!
 E diz-lhe a outra:
 - Fizeste a minha desgraça e a tua.
 - (Diz: ) Porquê?
 - Porque sim!
 Deu-lhe um lenço de seda encarnado e foi-se embora. E a menina diz assim:
 - Não, Ai! Ele é tão lindo! Vou ver se me fica bem.
 E pôs-io numa carvalheira para ver como era tão lindo e nisto a carvalheira começou a arder.
 Quer dizer, se a menina o punha, ardia a menina. Acabou assim.

Source AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Year1997

Place of collection Castrelos, BRAGANÇA, BRAGANÇA

CollectorMaria Laura Alves (F)

InformantJoana Maria Alves (F), 74 y.o., Castrelos (BRAGANÇA) BRAGANÇA,

Narrative

When XX Century,

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications