O Sino

APL 411

Consta que o sino maior da torre da igreja de Arruda dos Vinhos foi um dia roubado por uns malfeitores que viviam escondidos perto do lugar das Antas. Como faltavam sinos em diversas igrejas das redondezas, tentaram aí colocá-lo, mas o sino, na torre das outras igrejas, soava choco.
 Quando o conseguiram recuperar e o colocaram no seu local original, tocou o seu som normal e a população da terra ficou feliz.

Source CUNHA, Jorge da Criações do Génio Popular Arruda dos Vinhos, Associação para a Recuperação do Património de Arruda, 1997 , p.75

Place of collection Arruda Dos Vinhos, ARRUDA DOS VINHOS, LISBOA

Narrative

When XX Century, 90s

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications