Os que mudam os marcos dos terrenos

APL 942

No Lugar do Calvário, em Oliveira de Azeméis, os antigos contam que as pessoas, ao mudarem os marcos dos terrenos em seu benefício, mais tarde, depois de morrerem, as almas das mesmas andam a vaguear, incomodando as pessoas que moram na casa que lhes havia pertencido.
Um dia um casal, pela meia-noite, quando já estava deitado, sentiu bastante barulho no telhado. Pareciam pedras a cair. O homem acendeu o candeeiro a petróleo, pois naquele tempo não havia electricidade, olhou em toda a volta da casa e não viu nada de anormal.
Como os barulhos se repetissem todas as noites, foram pedir conselho e alguém lhes disse que o pai do homem tinha fama de mudar os marcos dos terrenos. Então ele e a mulher foram ao cemitério pôr umas velas a arder na campa do morto e fizeram um defumadouro em casa. A partir daí, nunca mais ouviram o barulho.

Source AA. VV., - Literatura Portuguesa de Tradição Oral s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , p.AP3

Year2002

Place of collection-, OLIVEIRA DE AZEMÉIS, AVEIRO

CollectorSara Ferreira Almeida (F)

InformantRosalina Almeida Silva (F), 67 y.o., - (OLIVEIRA DE AZEMÉIS) AVEIRO,

Narrative

When XX Century, 90s

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications