A lenda do vinho

APL 1043

Conta a lenda que, há muitos anos atrás, um homem passou quase toda a sua vida fora do seu país e, quando se sentiu velho, decidiu regressar à terra natal. Resolveu levar com ele uma linda videirinha, pois não se lembrava de na sua infância ter ali visto tal planta.
Como não tinha vaso para a transportar, utilizou o que tinha à mão: um osso de galo. Meteu dentro do osso as raízes da planta com um pouco de terra. Como se deslocava a pé, demorou muito tempo a fazer a viagem e a videira cresceu. Então o homem mudou a videira para um osso de leão que encontrou pelo caminho. Mas como a viagem era longa, a videira continuava a crescer e qual foi a sua sorte quando encontrou um osso de burro e assim mudou mais uma vez a sua videirinha.
Consta que daquela videira se fizeram muitas outras videiras. Por ela ter crescido em tão estranhos vasos, quem bebe pouco vinho fica alegre como o galo; quem bebe mais, fica forte como um leão; e quem muito abusa do vinho, perde as ideias e fica mesmo estúpido como um burro.

Source AA. VV., - Literatura Portuguesa de Tradição Oral s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , p.L13

Year2000

Place of collection-, CHAVES, VILA REAL

CollectorCarla Luzio Monteiro (F)

InformantJosé Monteiro (M),

Narrative

When XX Century, 90s

BeliefUnsure / Uncommitted

Classifications