A bruxa do lagar fundeiro da Catraia

APL 844

Uma noite, um homem vinha da Catraia a caminho do Pucariço. Perto do lagar fundeiro, viu uma cabra à beira da valeta. Agarrou nela e trouxe-a às costas. Pelo caminho, a cabra mijou-o todo. Quando chegou à porta da casa dele atirou-a para o chão, dizendo:
 — Trouxe-te até aqui, mas agora vais pró chão!
 A cabra, que era uma bruxa, respondeu-lhe, a rir:
 — Mas mijei-te todo!
 E desapareceu...

Fonte Biblio VILHENA, M. Assunção Gentes da Beira Baixa Lisboa, Colibri, 1995 , p.107

Place of collection-, PROENÇA-A-NOVA, CASTELO BRANCO

InformanteDeolinda Bárbara dos Santos (F), 72 y.o., - (PROENÇA-A-NOVA) CASTELO BRANCO,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications