A Capela dos Santos

APL 2630

Ouve uma altura, no concelho de Almodôvar, num sítio chamado Serro das Covas, as pessoas mais antigas decidiram fazer lá uma capela e então levavam para lá os pedreiros, o material, as ferramentas, começavam a trabalhar. Terminava o trabalho arrumavam tudo dentro de uma casinha pequenina que já tinham lá feito mas no dia seguinte, de manhã, quando iam para começar o trabalho as ferramentas não estavam lá. Estavam todas situadas num sítio que se chama São Barnabé.
E então aquilo levou assim tempos e tempos, eles vinham apanhar as ferramentas e iam tentar construir a capela no sítio do Serro das Covas. Mas tanto tentaram tanto tentaram e não conseguiram… isto porque já havia, na mesma ribeira, uma Santa chamada Santa Susana onde já existia a capela e S. Marcos em São Marcos da Serra. Portanto eles eram três irmãos e eles queriam construir essa igreja que era a do S. Barnabé. Mas o São Barnabé decidiu que tinha que ficar na mesma ribeira que os outros dois santos. Tiveram de desistir e construir mesmo onde é hoje o povo de S. Barnabé, porque eles não se queriam separar, tinha sido uma promessa que tinham feito, que tinham de ficar todos na mesma ribeira. Portanto o S. Barnabé é no inicio da ribeira, santa Susana mais ou menos a meio uns dez quinze quilómetros mais abaixo e depois o São Marcos que fica a uns vinte quilómetros de Santa Susana. Eles foram obrigados a construir aquela igreja porque, por obra do santo, as ferramentas saiam daquele sítio e iam para o local onde a igreja está construída hoje.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2009

Place of collection-, ALMODÔVAR, BEJA

ColectorDália Faísca (F)

InformanteLurdes Guerreiro (F), 43 y.o., born at Santa Clara-A-Nova (ALMODÔVAR) BEJA,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications

TypesChristiansen 7060 Disputed Site for a Church