[A Cisterna da Torre de Dona Chama]

APL 2272

No castelo da Torre de Dona Chama (Trás-os-Montes) há uma cisterna com uma moura encantada em mulher da cinta para cima e serpente da cinta para baixo. Uma vez passou por ali um homem, e a moura chamou-o e disse-lhe que fosse lá ao outro dia desencantá-la, e que não tivesse medo, porque ela nesse dia apareceria toda serpente, mas o homem ficaria rico. O homem foi. Quando a serpente ia a subir pelo homem acima, a dar-lhe um beijo na boca, assim que chegou à garganta, este intimidou-se e atirou-lhe com o casaco.
 A serpente enroscou-se, fugiu e exclamou: «Ah! que dobraste o meu encanto!» Ainda assim ela mandou ao homem que a certas floras fosse lá a um lugar, onde acharia uma pedra com doze vinténs em cima, todos os dias.
 Nessa cisterna, na manhã de S. João, ouve-se um tear a trabalhar.

Fonte Biblio VASCONCELLOS, J. Leite de Contos Populares e Lendas II Coimbra, por ordem da universidade, 1966 , p.762-763

Ano1880

Place of collection Torre De Dona Chama, MIRANDELA, BRAGANÇA

Narrativa

When

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications