A filha bruxa

APL 990

Um casal teve duas filhas e uma delas era bruxa. Um dia, a menina que não era bruxa aproximou-se do pai e disse-lhe:
 − Meu pai, a Maria esta noite foi muito fria para a cama e ultimamente tem andado muito esquisita.
 E o pai respondeu:
 − Será que a minha filha é bruxa?
 Então, desconfiado, pôs-se no dia seguinte a espreitá-la e viu-a a benzer a irmã. O pai disse para si mesmo:
 − Ai, que a minha filha é mesmo bruxa!
 Sem pensar duas vezes, pegou numa aguilhada e foi para trás da porta. Seguidamente, aparece-lhe um porco na sala e ele, com a aguilhada, picou-o. O animal transformou-se logo na filha, que apareceu toda nua e a chorar ao pé dele.
 O pai, ao ver o estado da filha, disse-lhe:
 – Pronto, já passou. Eu quebrei-te o encanto minha rica filha!

Fonte Biblio AA. VV., - Literatura Portuguesa de Tradição Oral s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , p.B2

Ano2002

Place of collection Fornelos, SANTA MARTA DE PENAGUIÃO, VILA REAL

ColectorNeuza Maria Sequeira Pereira (F)

InformantePalmira Alves (F), 77 y.o.,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications