A Galinha com Pintos

APL 2971

Havia um homem que morava num monte próximo do Pego. Esse homem costumava vir até à taberna ao Pego e, por vezes, só regressava a casa já de noite. Uma vez, ao passar num certo sítio, o homem vê uma galinha com pintos atrás. O homem ficou muito admirado, pois como se sabe as galinhas são animais que não andam por aí de noite. Mas o homem continuou o seu caminho sem ligar muito ao sucedido.
Alguns dias depois o homem fez o mesmo caminho, mais ou menos à mesma hora e ao passar no tal sítio viu aproximar-se de novo a galinha com os pintos. O homem corre para a galinha, apanha-a e leva-a para casa. No outro dia, ao romper do dia, levantou-se e dispunha-se a matar a galinha, mas quando ia para espetar a faca, a galinha transformou-se numa mulher, que lhe disse:
— «Quem vai, vai, quem está, está! Agora tens de me ir levar a casa às costas antes que o sol nasça. E se contares isto a alguém, venho aqui todos os dias gozar contigo e fazer-te mal até que morras».
O homem não teve outro remédio senão fazer o que a mulher lhe dizia, mas também nunca mais passou naquele sítio.

Fonte Biblio JANA, Isilda Histórias à Lareira Abrantes, Palha de Abrantes, 1997 , p.50

Ano1996

Place of collection Pego, ABRANTES, SANTARÉM

ColectorRaquel Marcão (F)

InformanteJacinta Coxinha (F),

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications