A Janvelha

APL 950

Na freguesia de Eixo, Aveiro, havia uma mulher que se chamava Maria mas que era conhecida como Janvelha. Segundo se conta, ela tinha esta alcunha porque era considerada uma bruxa. Era tida como bruxa pela forma estranha de viver e pelos costumes invulgares.
Quando morreu, já muito velha e sozinha, a casa onde vivia ficou desabitada. Era uma casa muito grande, com um quintal enorme e esteve muitos anos ao abandono.
Quando se passava em frente, em especial nas noites de lua cheia, costumava-se dizer: «Olha a Janvelha»; «Cuidado com a Janvelha»; «Vê lá se a Janvelha te puxa a saia».
Actualmente, a casa está habitada e a família que lá vive diz não ter medo de nada e não ligar muito ao que se diz. De vez em quando, os proprietários brincam com as pessoas que vão de visita. Como o chão é de soalho, as tábuas rangem muito ao andar e dizem, para assustar os de fora, que é a Janvelha.

Fonte Biblio AA. VV., - Literatura Portuguesa de Tradição Oral s/l, Projecto Vercial - Univ. Trás -os-Montes e Alto Douro, 2003 , p.AP11

Ano2000

Place of collection Eixo, AVEIRO, AVEIRO

ColectorDulce Marques Ferreira (F)

InformanteMaria Augusta Fernandes Rodrigues (F), 87 y.o., Eixo (AVEIRO) AVEIRO,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications