A Lenda do Lobisomem

APL 2413

Acho que era lá para os lados de Odiáxere ou de Lagos, lá para esses lados. Já foi há bastantes anos. E ela costumava contar à minha avó que havia um rapaz na aldeia delas em que se ouviam boatos a dizer que esse rapaz era lobisomem e que também já diziam que o pai também era. Entretanto começaram a desconfiar isso, porque sempre que era noite de lua cheia, convidavam-lhe para sair e ir aos bailes, etc, e ele nunca queria. Ficava sempre em casa. Entretanto ouve uma noite que ele enquanto estava a dormir, puseram-lhe um lenço ao pescoço, para realmente verificarem se depois aparecia alguém ou algum lobo ou algum cão, com o mesmo lenço que o tinham posto. Inclusive nessa noite era noite de lua cheia. Depois acho que apareceu um lobo com o mesmo lenço que o tinham posto, quando ele estava a dormir, afrente de toda a gente. As pessoas nessa altura como também tinham uma mentalidade mais fechada, etc, acho que não aceitaram bem, pelo que a minha avó me contava. No dia seguinte que o rapaz apareceu, começaram-lhe a agarrar e a queimarem-lhe as roupas, fizeram-lhe uma fogueira e tudo. Entretanto até havia uma pessoa na aldeia, uma rapariga, que estava super apaixonada por ele, que se fartou de chorar… prontos era mais ou menos assim!

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2008

Place of collection Odiáxere, LAGOS, FARO

ColectorMarlon Miguel Monteiro (M)

InformanteEliana Soraia Costa (F), 20 y.o., born at - (FARO) FARO,

Narrativa

When XX Century,

CrençaSome Scepticism

Classifications