A Lenda dos Mouros

APL 3225

Esta lenda é urdida em volta de certa linda moura, que vivia com o marido nos subúrbios de Nisa, numa pequena lapa nas proximidades da Laje do Marco.
Conta-se que, de noite, a gentil filha de Mahomet foi acometida das dores de parto. O esposo, mouro também, correu logo à vila a chamar mulher que lhe acudisse no transe. A intervenção da solicitada parteira foi tão pronta e eficaz que o casal quis recompensá-la generosamente. E como?... Mandou-lhe o mouro aparar a dádiva no regaço da saia e, com indignada surpresa, a mulherzinha ia notando que só lhe ofertavam pedaços de carvão...
E despediu-se, despeitada... De regresso à moradia, foi deitando fora a negra paga dos seus serviços e, quando chegou a casa e se dispunha a lançar no lume os últimos fragmentos de carvão, verificou — com espanto —  que no regaço tilintavam luzidias moedas de ouro!... Voltou atrás no intuito de apanhar o que ficara pelo caminho, mas em vão, porque o mouro — seguindo-lhe os passos — tornara a recolher o que ela desperdiçara...

Fonte Biblio FIGUEIREDO, José Francisco Monografia de Nisa Lisboa, Câmara Municipal de Nisa, 1989 , p.286

Place of collection-, NISA, PORTALEGRE

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications

TypesChristiansen 5070 Midwife to the Fairies