A moura da Ponte do Fumo

APL 791

Junto ao rio Távora, na Ponte do Fumo, há a fraga da Moura. Contavam os antigos que a ponte foi feita pelos mouros numa só noite e que depois tiveram de fugir, ficando lá a moura encantada, a tomar conta dos filhos.
 É por isso que a fraga tem esse nome. Há quem a tenha visto de longe e a cantar. E canta muito bem. Diz-se que da cintura para cima é uma mulher muito, muito linda, e da cintura para baixo é uma serpente. E que os filhos são como ela.
 Quem a viu diz também que só pode ser vista de longe, pois ela, se vê gente, esconde-se. Mas também quem é que se aventurava a lá ir com por aqueles fragões? E a nadar também ninguém vai, pois há quem diga que existe um redemoinho na água, e que, quem lá for, é chupado para uma mina lá p’rós fundos.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre Património Imaterial do Douro - Narrações Orais (contos, lendas, mitos) Vol. 1 Peso da Régua, Fundação Museu do Douro, 2007 , p.204

Ano2007

Place of collection Barcos, TABUAÇO, VISEU

ColectorAlexandre Parafita (M)

InformanteEtelvina da Conceição (F), 76 y.o., Barcos (TABUAÇO) VISEU,

Narrativa

When XXI Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications