A moura encantada no Salto da Água Branca

APL 1284

Na freguesia das Furnas há um lugar para os lados da Alegria com o nome de Salto da Água Branca. E aí que vive uma linda moura encantada:
 Certa vez por ali passou um pastor a cuidar do rebanho e a brincar com o cão que o ajudava a guiar e a vigiar os animais. Ia a assobiar, exteriorizando o encanto que tinha na alma porque era jovem, saudável e a vida lhe sorria.
 Mas, de repente, enquanto sonhava e o olhar descuidado saboreava a paisagem, parou estonteado com uma visão que o deslumbrou. Era uma bela jovem, envolvida em finíssima renda e filigrana, como que feita de espuma. O seu corpo tinha formas traçadas por lápis de pintor divino e o rosto de rara beleza era iluminado por uns olhos de um negro lânguido e aveludado. Poisava os pés esguios num chão atapetado de flores de muitas cores e de folhas recortadas em diversos tons de verde. Os cabelos ondulados, muito negros, caíam-lhe sobre os ombros. Segurava na mão um pente magnífico em ouro lavrado que rebrilhava no tecto alvo de espuma e no fino cortinado verde de faias e incensos.
 Então a aparição numa voz cadenciada perguntou, amedrontando ainda mais o pastor: 
 — Qual dos dois é o mais lindo: o meu rosto ou o pente que seguro na mão?
 O pastor, confuso, não conseguiu pronunciar qualquer palavra e não podia mesmo distinguir qual o mais belo.
 A moura, esperando ouvir que o seu rosto era o mais bonito, para assim se quebrar o encanto, ficou desiludida e arremessou com força o pente à água. Inesperadamente o ouro maciço transformou-se em carvão negro e desapareceu na queda de água. A encantada reclinou-se, entristecida, no leito, de espuma e verdura, adormeceu e desapareceu, embalada pela música da água a cair da cascata.
 Por fim o pastor saiu do pasmo em que tinha ficado e foi-se a magicar na infelicidade da moura ali aprisionada há tanto tempo, à espera de alguém que pronuncie as palavras que a libertem do encanto.

Fonte Biblio FURTADO-BRUM, Ângela Açores: Lendas e outras histórias Ponta Delgada, Ribeiro & Caravana editores, 1999 , p.109

Place of collection Furnas, POVOAÇÃO, ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES)

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications