[A moura, metade homem e metade cabra]

APL 3538

No vale de Sio, termo de Parada de Infanções [concelho de Bragança], saiu uma moura encantada, metade homem e metade cabra, a um tal António Alves, dizendo-lhe:
    — Anda cá, António Alves, que levarás para ti, filhos, netos e tetranetos.
    Mas o homem assustou-se, fugiu e o encanto sumiu-se.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.211

Ano1934

Place of collection Parada, BRAGANÇA, BRAGANÇA

ColectorFrancisco Alves (M)

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications