A Quebrada da Muda

APL 1423

Numa humilde casa, junto ao mar, num lugar da ilha das Flores entre a Fajãzinha e as Lajes, viviam duas pobres mulheres, mãe e filha. Esta era uma jovem de vinte anos, muda de nascença. No entanto a sua expressão inteligente, ora contemplativa ora atrevida, fazia com que se entendesse com as pessoas. Possuía uma beleza excêntrica com os olhos muito negros e os cabelos longos e escuros, caídos pelas costas. 
 Certo dia passou por ali um lindo jovem que andava a passear e a gozar as belezas da ilha. Ao ver a moça, achou-a muito bonita e repetiu várias vezes o passeio, declarando-lhe por fim o seu amor. A muda mostrava-se, ao começo, esquiva e receosa, mas acabou por aceder aos rogos do rapaz apaixonado, a quem já amava também. Os encontros foram-se repetindo no isolamento dos campos e a relação tornou-se cada vez mais íntima, até que a rapariga se sentiu grávida e a felicidade deu lugar a lágrimas de vergonha.
 Passou algum tempo, as vindas do forasteiro começaram a rarear, acabando por desaparecer de vez.
 O sofrimento foi grande para a rapariga abandonada e apaixonada, mas uma alegria fazia-a viver: era o filho que esperava.
 Os meses passaram e chegou o dia em que o bebé nasceu. Por força da sorte ou da natureza, a criança nasceu morta e a jovem muda, ao aperceber-se dessa triste realidade, lançou um grito desesperado e perdeu todo o interesse pela vida.
 Acariciou uma última vez o filho morto, levantou-se da cama, correu loucamente pelo caminho. Aproximou-se então da rocha e pondo toda a pouca força que ainda lhe restava num gesto, atirou-se para a quebrada, indo cair, lá em baixo, ao pé do mar, morta.
 A este precipício, que serve de marca aos marítimos por ter um veio central de cor branca, devido ao quartzo leitoso que se destaca da rocha vulcânica, os das Flores passaram a chamar a “Quebrada da Muda”, lembrando esta triste história de amor.

Fonte Biblio FURTADO-BRUM, Ângela Açores: Lendas e outras histórias Ponta Delgada, Ribeiro & Caravana editores, 1999 , p.272-273

Place of collection Fajãzinha, LAJES DAS FLORES, ILHA DAS FLORES (AÇORES)

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications