A Saia de Ouro

APL 2939

A saia de ouro encontra-se, algures perto da Pedra da Moura, e quem a quiser encontrar terá de cavar fundo e a certa altura verá abrir-se um grande buraco e logo aparecerá uma serpente medonha, pronta para matar o intruso. Este terá de ir munido de um objecto cortante e, logo que a bicha abra a boca, tem de cortar-lhe a língua. Se o não conseguir morrerá e o seu corpo será arrastado para o fundo da caverna e irá juntar-se aos corpos de todos os que já tentaram encontrar a saia de ouro.
Em seguida a serpente voltará a colocar tudo como estava antes.
Se conseguir cortar-lhe a língua, a bicha morrerá e então a pessoa terá de entrar na galeria, passar por cima dos corpos de todos aqueles que ao longo do tempo ali tentaram entrar e, em seguida, agarrar uma chave de brilhantes que está pendente do tecto. Com ela deve abrir a porta que mantêm encerrada a linda moura encantada que transportou a Pedra da Moura. Esta está ali adormecida, sentada no seu trono. A pessoa deve aproximar-se e dar-lhe um beijo na testa. Ela retribuirá com outro beijo e ficará livre para se juntar ao seu príncipe.
No regresso, o libertador poderá finalmente alcançar a tão desejada saia de ouro.

Fonte Biblio JANA, Isilda Histórias à Lareira Abrantes, Palha de Abrantes, 1997 , p.16

Place of collection Alcaravela, SARDOAL, SANTARÉM

ColectorAugusto Serras (M)

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications