[A viagem das bruxas]

APL 1667

Uma vez era um homem que dormia em num barquinho (com umas casinhas), e passava gente pelo rio (o barquinho chamava-se beliche). Um dia as bruxas puseram-se em cima das casinhas - e o homem, que era irmão da bruxa velha (eram mãe e filha), estava com muito medo. A filha disse para a mais velha “não se faz mal, não se faz mal, e foram para qualquer parte. O homem assim que elas desapareceram, foi buscar um ramo — e depois é que soube que elas (bruxas) tinham ido á Índia.

Fonte Biblio SARMENTO, Francisco Martins Antígua, Tradições e Contos Populares Guimarães, Sociedade Martins Sarmento, 1998 , p.194

Place of collection-, GUIMARÃES, BRAGA

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications