Amor impossível

APL 2393

Dizem que aparece ali na ribeira de Bela Mandil, não sei se é na Semana Santa se é na altura da espiga, um casal, um rapaz e uma rapariga. Dizem que é encantamento porque é assim, só têm ordem de se ver naquele dia, durante o ano e então há quem diga vê-los em cima de um monte, eu não sei porque nunca vi, há quem diga que vê, não sou eu porque eu nunca vi nem nunca fui lá. Eles juntam-se naquele dia, já de dia, têm aquele dia por ano para se juntar e que é um rapaz português, quer dizer cristão e ela era uma moura então apaixonaram-se e o pai como não consentia o casamento, castigou-a assim. Como este castigo há muitos castigos deste género por aqui ou outras terras, em especial para o Alentejo que ainda pertencia a Marrocos.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2008

Place of collection-, OLHÃO, FARO

ColectorNadine Pescada (F)

InformanteMarcelina Machado (F), 69 y.o., born at Olhão (OLHÃO) FARO,

Narrativa

When XIII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications