As bruxas dos Degolados

APL 1099

Havia uma cachopa nos Degolados (ali perto do Carvoeiro), uma cachopa do meu tempo e uma vez tinha vindo pró...
 O pai dela era resineiro e ela andava mais o pai dela a pôr as bicas, devia ser por este tempo, e ela foi por um lado da ribeira e o pai dela foi pró outro e ficaram combinado d’ se juntarem no Carvoeiro. Mas a volta dela era mais pequena e o pai passou p’lo Carvoeiro abaixo e nam a viu e pensou qu’ela s’tivesse ido imbora e ela como stava já a fazer de noite e tava lá uma mulher qu’era amiga deles, assim conhecida, foi pra casa da mulher e o pai num a foi lá procurar e abalou, num a viu, passou no caminhe num a viu, seguiu.
 - “Ela foi cedo e não esperou por mim”.
 E o homem abalou. E quando chegou a casa, ela num stava lá ainda. Vai mais a mulher ver da filha. E a filha já se tinha metido ao caminho qui quande chegou ao Carvoeiro, qu’é a Feira dos Burros, aí viu tar uma luz, uma luz. E viu tar três mulheres ao pé da luz a sfolarem um sapo. E ela qu’ ficou tão cheia de medo, e uma qu’ veie logo pró pé dela e era vizinha dela.
 - Uma vei’logo pró pé de mim e disse-me “não tenhas medo qu’a gente não te faz mal, num tenhas medo qu’a gente não te faz mal, qu’eu vou-te levar e foi sempre assim uma luz à frente delas e a outra mulher sempre ao lado dela, qu’era vizinha dela. Disse assim:
 - Tu nunca podes descobrir a gente, senão agente acaba contigo.
 E quando o pai dela mais a mãe dela vinha perto desapareceu a luz e a mulher, nunca mais viu nada.
 Qu’ nunca foi capaz de d’zer nada pó pai e pá mãe e toda a noite sempre a tremer, a tremer, a tremer e quando d’zia aquile prá gente ainda chorava a cachopa.
 Nunca disse quem eram. Só dizia, duas ainda lá stão e uma foi pró Brasil. Uma era da terra dela as outras não, mas qu’ as conhecia todas.

Fonte Biblio HENRIQUES, Francisco Contos Populares e Lendas dos Cortelhões e dos Plingacheiros Vila Velha de Ródão, Associação de Estudos do Alto Tejo, 2001 , p.129-130

Ano1990

Place of collection-, MAÇÃO, SANTARÉM

ColectorFrancisco Henriques (M)

InformanteMaria de Lurdes Pereira (F), - (MAÇÃO) SANTARÉM,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications