Boleia a caminho de Faro

APL 2623

Era uma rapariga que morreu, no caminho de Faro. E então iam dois rapazes num automóvel. E aquela rapariga estava no local onde tinha morrido, mas os rapazes pensavam que ela era viva. Pediu boleia aqueles dois rapazes. Apararam o carro e a meteram dentro do carro. Mas quando deram a volta para trás, para o lugar onde ela tinha morrido (ele estava na rua onde tinha morrido mas não estava no sitio onde tinha morrido), assim vêem ela sair dispensa no ar, sem pararem o carro, dispensa no ar e desapareceu na estrada.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2009

Place of collection-, FARO, FARO

ColectorDália Faísca (F)

InformanteRosa Nogueira (F), 55 y.o., born at - (CASTRO MARIM) FARO,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications