[borborinhos]

APL 2913

É um rodizo, são borborinhos, dão estoiros. Levantam tudo no ar, levam canas. Para os afastar digo: «Fuge, fuge, diabo, da cruz, que lá vem o Menino Jesus.» Mas por vezes arredulha mais e começa aos estoiros. Ele aparece porque são as almas do outro mundo, são ventos que se desfazem em borborinhos, é o inimigo, é o diabo.

Fonte Biblio SALVADO, Maria Adelaide Neto Remoínhos, Ventos e Tempos da Beira s/l, Band, 2000 , p.34

Ano1994

Place of collection Orca, FUNDÃO, CASTELO BRANCO

ColectorCristina Mesquita (F)

InformanteFrancisco Pereira (M), 73 y.o.,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications