Bruxas do Vale Pinhora

APL 1094

O Tonho do Pereiro qu’ namorava a minha prima da Fêtera e tava lá im Lisboa e veio pra vir cá à inspecção (isto foi no tempe das cerejas) e a tarde veio na camioneta das duas pro Carvoeiro. Foram as cerejas e ficou pro lá a namorar a cachopa. E depois ficou pro lá a namorar e comerim a ceia a noite, mas não beberam muite, qu’ naquele tempe não havia tantas farturas de vinhe. Mas qu’ não boberam pra s’ imbobedarim nim pra nada.
 À noite quande ele saiu d’ la, num sei qu’ horas eram as tantas da noite desceu o pove pra baixe e só soube que desceu o carreiro a casa do mê tio ate chegar o caminhe dos carros. Quando desceu do carreire, que viu assim uma coisa, qu’num sabe o qu e que foi e qu’ nunca mais soube onde stava. Só acordou no outro dia com um bocade de sol, p’o Pereiro, p’o lade da ribêra ó pé do P’çarrão, o pé da eira do ti Martins do Pereiro. Acordou aí só c’as cuecas e viradas do avesso, deitadinho e com os pés a tombar pra um poço e todo molhado. As cuecas tavam todas molhadas.
 A minha irmã tava a stender roupa no arame pois já era de dia e viu-o lá passar. E ele qu’ nim falava mm dizia nada e o relógio desapareceu. E já num pude ir a inspecção naquele dia porque a carreira já tinha abalado. E acordou assim na beira d’ um poçe. Nunca soube pr’onde andou e com o corpe moide, moide c’m o sal. O relogio nunca mais apraceu e o fato, que foi a uma bruxa e qu’o apanharim lá pra uma pedreira E ele num ia bêbede nim nada.
 Isto devia ser as bruxas, num tinha outra coisa, ele num vinha bêbede. Acordou no Vale Pinhora, chama-se lá o Vale Pinhora, ó pé do poço do ti António, deitado.
 E depois eles saíram, foram a uma bruxa, e ela disse-lhe “você teve muita sorte, você era pra ter morrido e alguma coisa o livrou”.

Fonte Biblio HENRIQUES, Francisco Contos Populares e Lendas dos Cortelhões e dos Plingacheiros Vila Velha de Ródão, Associação de Estudos do Alto Tejo, 2001 , p.118-119

Ano1990

Place of collection-, MAÇÃO, SANTARÉM

ColectorFrancisco Henriques (M)

InformanteMaria de Lurdes Pereira (F), - (MAÇÃO) SANTARÉM,

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications