Casal dos Sapos

APL 2516

Numa zona, lá ao pé da Comenda, (…) vivia uma família, numa casa, que neste momento está em ruínas, está toda queimada. E essa era uma família muito simpática, muito conhecida na região, que costumava dar muitas festas, convidava sempre imensas pessoas para irem lá, era muito simpática, conversava sempre com toda a gente. E de repente toda a gente [os deixou] de ver. E, acharam todos muito estranho. E um dia, quando lá foram, viram que toda aquela família tinha sido morta. E não se sabe por quem, nem como. Mas o que é certo, é que, ainda hoje, na mesa que está no quintal, se vêem os vestígios da morte do pai, do senhor que pertencia a essa família. E, ainda hoje, o tanque, onde depois foram encontradas as crianças, por mais água que lá se meta, esse tanque fica sempre vazio. Podemos pôr água, chove, e ele nunca consegue conservar uma única gota de água.

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2008

Place of collection-, SETÚBAL, SETÚBAL

ColectorAna Teresa Neves (F)

InformanteCatarina (F), 18 y.o., born at - (SETÚBAL) SETÚBAL,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications