[Castro de Travassos]

APL 3657

A este lugar [Marmurais, freguesia de Travassos, concelho de Montalegre] anda ligada a seguinte lenda:
    Um mouro do castro [de Travassos] namorou e raptou uma rapariga que andava com o gado num campo contíguo e a poente. Um dia foi com ela à feira de S. Domingos e lá lha roubaram, pelo que ele com as saudades cantava:

Adeus penedos do Crastro
Fontelas de Marmurais;
Penedos de S. Domingos,
Porque vos não arrasais?

    Ainda ouvimos outra versão da lenda do rapto da pastora pelo mouro. Assim, este, tendo-a agarrado, levou-a para o castro, e gostava muito que ela o catasse, mas um dia a rapariga deixou-o adormecer, e fugiu. O mouro chorava então muito por ela e dizia:

Adeus penedos do Crastro,
Fontelas de Marmurais,
Adeus penas do meu peito
Que vos não acabais.

Fonte Biblio PARAFITA, Alexandre A Mitologia dos Mouros: Lendas, Mitos, Serpentes, Tesouros Vila Nova de Gaia, Gailivro, 2006 , p.298-299

Ano1919

Place of collection-, MONTALEGRE, VILA REAL

ColectorFernando Braga Barreiros (M)

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications