Certan

APL 1527

A pouca distancia da Villa da Certan, está situada a ermida de Nossa Senhora dos Remedios.
Todos os annos no dia 15 d’agosto se faz ali uma festa, que termina de tarde com o sahimento da Senhora em torno da sua ermida. A concorrencia de romeiros a esta festa é sempre immensa, e muitos vem de grandes distancias.
Esta ermida tem a seguinte tradição:
Andando á caça um fidalgo, foi acommetido d’uma formidavel serpente, que vivia no centro do espesso matto que então ali existia.
Horrorisado com similhante apparição, trepou para cima d’uma arvore, e possuido de grande susto, invocou o auxilio de Nossa Senhora dos Remedios, e com tanta fé pediu á Senhora que esta o ouviu, porque repentinamente se achou tão encorajado, que logo carregou a espingarda, e com toda a firmeza e felicidade disparou sobre o horroroso animal, matando-o instantaneamente.
Mais se diz, que, logo em seguida, mandára construir no mesmo local em que a serpente cahiu morta, a ermida a Nossa Senhora, e por sua morte lhe doou alguns bens para a sustentação do seu culto.
Ao lado do altar, onde está collocada a imagem, existe, para memoria, a queixada da serpente, que seguramente tem de comprimento um metro.

Fonte Biblio PINHO LEAL, Augusto Soares d'Azevedo Barbosa de Portugal Antigo e Moderno Lisboa, Livraria Editora Tavares Cardoso & Irmão, 2006 [1873] , p.tomo II, p. 252-253

Place of collection Ermida, SERTÃ, CASTELO BRANCO

Narrativa

When XIX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications