Cobra com cabeça de homem

APL 2408

Informante: Lá perto do meu monte, há lá um serro que era do meu avô, uma propriedade grande, mas era só um serro com árvores. E então, havia por lá um encantamento, que ainda hoje por lá continua! É um ninho grande e é uma cobra. A cabeça, é a cabeça de uma pessoa, e o corpo é o de uma cobra. Os olhos… têm uns olhos e umas pestanas, tem uns olhos de uma pessoa, a boca [também] é de uma pessoa, o nariz, as orelhas… a cabeça. A cabeça toda é de uma pessoa. E o corpo é de cobra!
Colector: Mas isso era onde?
Informante: No Serro Alto! Lá no Alentejo!
Colector: Mas e as pessoas viam ou ouviam falar?
Informante: Viam [muito entusiasmada], viam! Uma vez andava lá um homem… dois… três homens cortando leme lá no ribeiro, para agente cozer o pão… lenha e estavam cortando leme, e um dá com o ninho da cobra. Desmaiou, olha o homem ia mas era lá para o outro mundo. Chegou, trouxeram-lhe assim atravessado numa besta, mais de um quilometro, opa mais de um quilometro… daqui à fonte Santa ou mais. Atravessado assim na albarda da besta. Chegou lá ao monte muito amarelo, muito amarelo. Os homens tiveram que o tirar do… de cima do macho… de uma mula ou lá o que era e desmaiou, é que ele desmaiou mesmo.
Colector: E depois como desapareceu?
Informante: A cobra? Ainda continua por lá. Já no tempo do meu avô essa cobra existia! E ainda existe.
Colector: E as pessoas não têm medo de morar por perto?
Informante: Têm! Têm muito respeito! Por onde ela passa ela deixa um caminho. Mas a cabeça diz precisamente que é a cabeça de uma pessoa. Eu não vi! Toda a gente que à via… ficava [entre risos] ficava…

Fonte Biblio AA. VV., - Arquivo do CEAO (Recolhas Inéditas) Faro, n/a,

Ano2008

Place of collection Santa Cruz, ALMODÔVAR, BEJA

ColectorMarlon Miguel Monteiro (M)

InformanteTeresa Nobre Pontes (F), 74 y.o., born at Santa Cruz (ALMODÔVAR) BEJA,

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications