Cobra (moura)

APL 1608

Antes de chegar ao “penedo dos casamentos”, há outro meio escalavrado dum tiro. Aí em tempos antigos, “cantava” uma grande cobra (zêê, zêê), que foi morta. Supõe-se que era moura.

Fonte Biblio SARMENTO, Francisco Martins Antígua, Tradições e Contos Populares Guimarães, Sociedade Martins Sarmento, 1998 , p.75

Place of collection-, GUIMARÃES, BRAGA

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications