Da Imagem de nossa Senhora da Graça do Convento de Santo Agostinho

APL 3274

No anno de 1362. em o Reynado de ElRey Dom Pedro I. de Portugal, ou alguns annos antes deste, segundo se collige em algũs Autores, lançáraõ certos pescadores da Villa de Cascaes, (situada cinco legoas de Lisboa rio abaixo para a parte do Ocidente) suas redes ao mar, em a Vigilia da Assumpçaõ de nossa Senhora, com animo de lhe offerecer tudo o que recolhessem naquelle lanço: & como em outros que haviaõ feito antes, tiveraõ grande quantidade de pescado, pareceolhes seria aquelle lanço mais copioso, pela devoçaõ, & piedade com que o haviaõ offerecido à Virgem nossa Senhora. Foraõ tambem afortunados em o lanço, que ao levantar das redes as acháraõ naõ só cheyas de toda a variedade de peixes; mas preza pela parte de fóra em hũa malha, hũa fermosa Imagem daquella Senhora a quem haviaõ offerecido mysteriosamente o lanço. Admirados deste prodigio, os pescadores, & muyto mais que a Santa Imagem estivesse em lesão algũa da agitaçaõ das ondas, sendo a Imagem de escultura, & estofada: antes a viaõ taõ fresca no encarnado do rosto, & colorido das roupas, que senaõ  via nella a mais leve macula, nem corrupçaõ, com que a humidade das aguas costuma desanimar a graça, & a vivesa das pinturas.
    A vista destas maravilhas, que na Soberana Imagem se reconheciam, postrados os venturosos pescadores diante della a adoráraõ, & ao precioso Filho Menino, que trazia em os braços, com humildade profundissima: porque àlem de se reconhecer que distillava em os resplandores que a cercavaõ abundancias de graça, & fermosura; era tanta a magestade, & belleza de seu rosto, que lhes infundia em as almas hũ sobrenatural respeito. Naõ acabavaõ de agradecer à Senhora o lanço que lhes dera, & que com elles havia tido tam aventajado ao da sua offerta; pois fora fervida de se lhe dar a si mesma, em remuneraçaõ do lanço dos peixes que lhe faviam offerecido. E atrribuindo este beneficio a particular merce, & graça da Senhora, naõ sem superior destino a começáraõ a invocar com o titulo de Santa Maria da Graça.

Fonte Biblio AGOSTINHO DE SANTA MARIA, Fr. Santuário Mariano Alcalá, Imperitura, 2007 [1711] , p.tomo I, parte I, título XII, pp. 88-89

Place of collection Cascais, CASCAIS, LISBOA

Narrativa

When1362

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications