Da milagrosa Imagem de nossa Senhora do Livramento, Vigayraria dos Padres da Santissima Trindade, nos limites de Alcantara

APL 3294

Aqui no caminho obrou a Senhora hum grande milagre, que se refere nesta maneira. Huma mulher devota da Senhora, moradora no bayrro da Pampulha, tinha tomado por sua devoçaõ vestir huma figura. Estava huma sua filha vestindoa com toda a pressa, por se lhe dizer que já sahia a procissaõ; com este cuidado se descuidou de outra filha muito menina, que indo a rua a tempo que deu hum pè de vento muito rijo, foy com tanta força, que deu com hũa pedra que a sustentava; a qual dando na cabeça à menina, a prostrou em terra quasi morta, & com a cor mudada, escumando pela boca; & por este sinal a julgavaõ já sem vida. A mãy com esta pena appellidava o remedio de Maria Santissima do Livramento, como quem era poderosa de livrar a sua filha da morte, & restituirlhe a vida: & naõ foy difficultoso o alcançala; porque corria já muito por sua conta o livrar dos perigos a todos seus devotos. Levaraõ logo a menina à Casa da Senhora, & nella recebeo logo a vida, & saude muito perfeita, ficando mais bella do que era. Ficoulhe hum sinal de tres quinas, que a pedra lhe imprimira na cabeça, para perpetua memoria daquelle grande beneficio.

Fonte Biblio AGOSTINHO DE SANTA MARIA, Fr. Santuário Mariano Alcalá, Imperitura, 2007 [1711] , p.Tomo I, Livro II, Título XXXVI, pp. 381

Place of collection Alcântara, LISBOA, LISBOA

Narrativa

When XVII Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications