Da milagrosa Imagem de nossa Senhora do Rosario, que se venera no Convento das Religiosas do Calvario, em o sitio de Alcantara, extra muros da Cidade de Lisboa

APL 3295

Outra Religiosa muito nova, chamda Sor Maria da Fé, adoeceo gravissimamente de huma enfermidade tal que foy meyo para com ella ir gozar da melhor vida. Vendose esta Religiosa tão perto da morte, pedio às relgiiosas com muita instancia, & lagrimas, lhe quizessem levar à sua presença a Imagem da Senhora do Rosario, para de mais perto lhe pedir valor para resistir aos conflitos, & combates daquella apertada hora. Deu-se parte à Prelada em como aquella Religiosa suspirava por ser a nossa Senhora, & que desejava acabar a vida na sua presença: concedeo a Prelada a licença, & em procissaõ lha levárão à cella. Tanto que a enferma a vio, se lhe conheceo a grande alegria espiritual com que a recebeo em seus braços; abraçou a muitas vezes, dandolhe muitos, & reverentes osculos; & a isto se seguiraõ muitos colloquios devotissimos, que teve com ella: espectaculo que causou grande admiração em todas as Religiosas que a vião, & ouvião: tres horas gastou nelles, & com elles espirou. Foy de todas sentidissima a sua morte: porque de todas era muito amada; & foy igualmente envejada pelos finaes, que se viraõ de sua predestinação: & não foy destes o menor, que mandando a Escrivaã do Convento buscar a cera, assim para a eça, como para as Religiosas todas, & gastar dose muito tempo nas exequias, & officio da sepultura, depois pesandose, se achou que crescéra mais do peso, attribuindose tudo ao favor da Senhora.
    Com estes, & outros prodigios, que a Senhora obrava, cresceo de forte a devoção, & se accendeo tanto o fogo de amor para com esta Santa Imagem, que todas se desejavão singularizar em seu serviço. Entre todas ouve huma, chamada Sor Maria Mauricia, que com mais cuidado se empregou no seu serviço: esta Religiosa, vendo que a Senhora estava em huma Capella, que supposto estava aceada, era humilde, & pobre, & não era qual a Senhora merecia: se resolveo a resormala, & fazerlhe hum retabolo, em que pudesse estar com  mais decencia. Teve esta obra aos principios algumas contradiçoes, (como succede nas cousas boas) mas a mesma Senhora permitio, que todas se vencessem, & a obra fosse adiante.

Fonte Biblio AGOSTINHO DE SANTA MARIA, Fr. Santuário Mariano Alcalá, Imperitura, 2007 [1711] , p.Tomo I, Livro II, Título XXXVII, pp. 388-389

Place of collection Alcântara, LISBOA, LISBOA

Narrativa

When XX Century,

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications