De Cabeças Velhas

APL 195

Mas Cabeças Velhas, da freguesia de Almodôvar, diz também ter a sua lenda.
Havia lá uma bruxa que durante o dia, se escondia debaixo da cama, para que ninguém a visse. Só saía de noite e às escondidas.
Certa noite, foi vista a sair de casa por um grupo de homens destemidos, que resolveram segui-la.
 Ficaram estupefactos, quando constataram que ela parou num local muito “escuso”. Então ela, tirou de dentro de um saco uma grande cabeça de velha cheia de moscas enormes, dizendo-lhes que fossem por toda a região roubar, para lhe trazerem todos os dias o fruto do roubo, para que ela se pudesse alimentar e não morrer à fome.
 Um dia, já farto de tantas moscas, um deles, mais esperto, inventou um processo de as matar a todas.
 A bruxa, que se alimentava só do que as moscas lhe traziam, morreu de fome.
 A partir daí, o monte passou a chamar-se “Monte das Cabeças Velhas”.

Fonte Biblio GONÇALVES, António J. Monografia da Vila de Almodôvar Almodôvar, Associação Cultural e Desportiva da Juventude Almodovarense, s/d , p.125

Place of collection Almodôvar, ALMODÔVAR, BEJA

Narrativa

When XX Century, 90s

CrençaUnsure / Uncommitted

Classifications